domingo, 28 de janeiro de 2007

A Perfect Circle Discografia


Os A Perfect Circle (APC), prestes a entrar em hiato criativo – Maynard Keenan vai começar a trabalhar no novo disco dos Tool -, recorreram à moda do DVD para mimar os fãs na hora do “até já”. aMOTION assinala o percurso visual do super projecto americano e é, essencialmente, um produto dirigido a quem contactou com as propostas de estúdio do quinteto. Não é o cartão de visita adequado a novos encontros, já que aqui se desvenda o imaginário do colectivo, o que pressupõe um conhecimento prévio de Mer de Noms, Thirteenth Step e eMOTIVE.Aos já conhecidos videoclips de “Judith” (realizado por David Fincher), “3 Libras”, “Weak and Powerless”, “The Outsider” e “Thinking of You”, juntam-se quatro novidades: “Counting Bodies Like Sheep to the Rhythm of the War Drums” sublinha a vertente política dos APC e surge como manifesto anti-Bush; “Imagine” apresenta a visão de Keenan sobre o original de John Lennon, num dos mais bonitos temas compostos pela banda; uma versão ao vivo de “The Noose” faz pensar num novo lançamento em DVD e é uma ode dedicada ao talento do baterista Josh Freese; finalmente, “Blue” apresenta o vencedor do concurso lançado pelo grupo no site oficial, que desafiou os cibernautas a elaborar um vídeo para o tema citado.A opção de comentários acaba por dinamizar a viagem pelos domínios visuais, onde se pode ouvir Billy Howerdel e Keenan a divagar sobre os vídeos. Enquanto o primeiro reflecte principalmente sobre as vicissitudes criativas, o segundo acrescenta uma série de pormenores deliciosos. É assim que conhecemos a história da personagem feminina de “Weak and Powerless”, que foi convidada para filmar após um encontro fortuito com Keenan num café; o conceito de “The Outsider”, cujo género é classificado pelo vocalista como “mamas e pistolas”, é assumido como a opção descomprometida após nenhum realizador ter conseguido encontrar uma ideia adequada à história da letra; em “Counting Bodies Like Sheep to the Rhythm of the War Drums”, o músico antecipa, com angústia, uma vitória de Bush nas eleições (aMOTION foi lançado após a ida às urnas, mas editado bem antes) e esclarece que o tema não é uma remistura de “Pet”, mas antes uma composição nova; “The Noose” é dedicado aos familiares que alguns membros da banda perderam aquando das gravações de “Thirteenth Step”.Nos extras, encontramos uma série de imagens de bastidores, correspondentes aos momentos mais descontraídos dos APC. É por esta altura que o lado menos sério da banda se faz notar e que contrasta agradavelmente com a vertente mais introspectiva e metódica dos temas. É o humanizar das canções, que, por mais sérias que possam ser, fluem de pessoas com os mesmos sentimentos de toda a gente. A costela mais relaxada é ainda vincada pela inclusão de três trailers das “Bikini Bandits”, um grupo de mulheres cuja arma de guerra é o dito bikini e que participam em “The Outsider”, “Thinking of You” e “3 Libras” (ainda que de uma forma bem mais discreta). Num deles, Maynard Keenan faz parte do elenco.A versão não editada de “The Outsider”, os vídeos de “Blue” classificados em 2º, 3º e 4º lugares no concurso lançado pelos APC e uma galeria de fotos compõem o que falta enunciar do DVD. Bem, ou quase. Há ainda um menu secreto, que remete para uma surpresa animada, a descobrir em www.apcplayers.com.O conjunto fica completo com um CD extra, acompanhado do respectivo booklet, onde podemos encontrar remisturas dos APC feitas por nomes como Massive Attack, Danny Lohner (dos Nine Inch Nails) e pelo próprio James Iha, actual membro do colectivo. O destaque vai sobretudo para a versão rock de “Weak and Powerless”, segundo Lohner, e para a belíssima regravação que Paz Lenchantin fez de “The Hollow”.Em suma, aMOTION é a mais recente peça de colecção na estante A Perfect Circle. Se, por um lado, nos mostra os próprios músicos a falar de si e das suas composições, além de juntar todo o espólio visual, não é a obra indicada para converter seja quem for. O próprio CD de remisturas confirma o cuidado de juntar retalhos habitualmente pensados para fãs mais ávidos. E é para esses que aMOTION se destina, como preciosidade que é.
Leandro Borges Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Páginas visitadas

Melhores Postagens